Buscar
  • Explosão In Samba

É necessário sobreviver até 2022





Na semana que passou, o governo do estado do Rio decretou que a partir de agora teremos carnaval fora de época no mês de julho.

Caso haja imunização da população, o decreto vale já a partir de 2021.

A cada dia, fica mais evidente que não teremos condições sanitárias para realização dos desfiles oficiais de blocos e escolas de samba neste ano.

Ao contrário do mundo civilizado, não temos vacinas, seringas, agulhas, planejamento, governo.

Vivemos tempos de barbárie, onde em pleno século XXI brasileiros morrem sufocados por falta de oxigênio.

O carnaval não é uma bolha a parte nesse processo.

Sofreu e continua a sofrer perdas.

A indústria do carnaval padece por uma crise que foi agravada pela pandemia.

As escolas fechadas não conseguem se financiar.

Os patrocinadores, também afetados, sumiram. O maior deles, a rede de tv, não bancará nada ante a incerteza geral.

Os que mais sofrem, são também os que tem menos meios de buscar soluções, os trabalhadores do carnaval.

É urgente que todos os envolvidos no negócio carnaval, ligas, associações, Globo, patrocinadores, empresários, imprensa de carnaval e governos busquem dialogar em busca de minimizar o impacto dessa parada obrigatória e necessária, para que haja condições de sobreviver até 2022.


Owerlack Junior

16 visualizações0 comentário