Buscar
  • Explosão In Samba

1952 - O carnaval sem vencedor - Radar do Carnaval




O final da década de 40 e os anos 50 foram marcados pela intensa rivalidade entre a Portela e Império Serrano.

A Portela tinha o banqueiro do jogo do bicho Natal, homem forte da região de Oswaldo Cruz e Madureira, como seu patrono e vinha de 7 conquistas consecutivas (1941/47).

Em 1947, de uma dissidência da Escola de samba Prazer da Serrinha, surge o Império Serrano que tinha entre seus fundadores grande parte dos trabalhadores do Porto do Rio de Janeiro, os arrumadores, membros da lendária Resistência, como era conhecida a Sociedade de Resistência dos Trabalhadores em Trapiche e Café, entidade sindical fundada em 1905 e primeira organização de classe a congregar majoritariamente negros em seus quadros de liderança. Aliás, a tradicional rivalidade entre os portuários da estiva e os da Resistência tem origem no fato desta ser, ainda hoje, uma associação de base étnica.

A nova Escola, verde e branco da Serrinha chegou desbancando a poderosa Portela e enfileirou logo um tetracampeonato (1948/51), o que elevou a temperatura na já quente região do subúrbio carioca com as provocações entre torcedores e componentes de Portela e Império Serrano.

A turma do Império cantava " Ao primeiro ano imperial; segundo ano imperial; terceiro ano imperial..."

Os portelenses respondiam :

"Portela é despida de vaidade

Vitória para a portela é banalidade

Banalidade, é banalidade..."

Os imperianos não ficavam atrás:

"Este é o Império Serrano

Campeão de quatro anos

Quem disse que vitória é banalidade

Para o Império não é novidade..."

Em 1952, as diversas entidades que representavam as Escolas de Samba resolveram indicar suas representantes que fariam um desfile unificado. Seria o grande tira teima, o esperado embate entre Portela e Império Serrano para definir a Escola Supercampeã do carnaval.

A Portela veio cantando "Brasil de Ontem", samba enredo de Manaceia. O Império cantou "Homenagem à Medicina Brasileira", de Mano Décio, Penteado e Fuleiro.

Eis que no momento da passagem do Império Serrano, desaba sobre a cidade um dilúvio de proporções bíblicas, muita chuva e dos 5 jurados, apenas um permaneceu no palanque.

Deu-se o impasse, e aí prevaleceu a força política do Império Serrano à época, o concurso foi anulado com o  esperado confronto adiado para o carnaval de 1953, mas aí já é outra história...

NO RADAR

UNIDOS DO JACAREZINHO comemorou seus 54 anos de fundação com live onde anunciou seu enredo para 2021.

" Ave, Ave ! Rainha Senhora da Berlinda", do carnavalesco Flavio Lins, que vai falar sobre a devoção do povo paraense por sua padroeira N. Senhora de Nazaré.

Nossos parabéns ao presidente Junior Jogador, toda diretoria e comunidade.

ACADÊMICOS DO ENGENHO DA RAINHA também anunciou enredo.

"Punga, Crioula !", do carnavalesco Leo Jesus, que vai falar sobre a manifestação cultural do tambor de crioula da Ilha de São Luís do Maranhão.

UNIDOS DE PADRE MIGUEL, que vai para Sapucaí com " Iroko - É Tempo de Xirê" do carnavalesco Edson Pereira, definiu as datas da disputa de samba, que se dará de forma virtual. Começa dia 11 de julho e a final será em 01 de agosto. Tudo ao vivo e a cores no canal de you-tube da Escola. Se inscrevam lá para assistir em suas casas, em segurança.

ACADÊMICOS DO SALGUEIRO realizou sua segunda live solidária, arrecadando 8 toneladas de alimentos, 1 tonelada de itens de higiene, entre outras doações. Sucesso absoluto da vermelho e branca da Tijuca que promete para os próximos dias anunciar seu enredo para 2021. Parabéns Presidente André Vaz e toda diretoria.

E quem comemora aniversário, 74 ANOS, no próximo dia 24 de junho é a atual campeã do grupo especial, a UNIDOS DO VIRADOURO. 

Antecipadamente nossos parabéns ao presidente Marcelo Calil, diretoria e toda comunidade.

E, dada, em função da pandemia, a quase certa impossibilidade de termos carnaval em fevereiro, o mês de maio de 2021 começa a surgir no horizonte como alternativa. Vamos acompanhar.

E semana a semana vamos perdendo vidas amigas para o vírus. No mundo do samba não está sendo diferente.

Se puderem, fiquem em casa. se cuidem e cuidem dos seus.


Owerlack Junior


41 visualizações