Buscar
  • Revista EiS

"Se as escolas desfilarem no sambódromo, vão passar vergonha" - Higor Machado


Higor Machado, assessor especial do presidente e diretor de carnaval da Associação Cultural o Samba é Nosso, faz um balanço do carnaval de 2016 e traz novidades para o próximo carnaval. Ele acredita que as escolas que hoje desfilam na intendente Magalhães, não teriam condições de desfilar no sambódromo com a subvenção que recebe e passariam vergonha; Ele fala o que acha, que seria desfilar em Deodoro, sobre a relação com a LIESB e muito mais.

acompanhe essa grande entrevista.

EiS - Você é o responsável pela organização do barracão, aonde a maioria das agremiações que desfilam na Intendente Magalhães, fazem seus carros alegóricos. O que você pretende melhorar, na estrutura do barracão, para que as escolas possam trabalhar melhor em suas alegorias?

Higor - Estamos começando a fazer a limpeza e organização do barracão mais cedo; vamos tentar reaparelhar a estrutura do barracão e setorizar algumas partes que nós não tínhamos, que é a parte de esculturas, laminação, uma parte melhor para a carpintaria e também ferragens, com a vinda de profissionais de gabarito do grupo especial.

EiS - Explica um pouco melhor, como será o trabalho desses profissionais.

Higor - Será feito como base de troca, aonde daremos o espaço do barracão para esses profissionais trabalharem, inclusive em serviços pessoais e em contra partida, eles terão que cobrar preços de custo para as escolas que fazem seus carros dentro do barracão; esculturas que no grupo especial sairia à 10 mil reais, aqui não deve passar de 2 mil reais; não se trata de desconto e sim de um preço justo, pois esses profissionais estarão economizando por não pagar pelo espaço e pela estrutura, que terão o ano inteiro dentro do barracão. A qualidade dos serviços para as escolas, vai ter um ganho muito grande, pois esses profissionais que estarão trabalhando no barracão, são os mesmos que trabalham para as grandes escolas do grupo especial.

EiS - Você que é assessor especial do presidente e diretor de carnaval da ACSN, faz um balanço do carnaval organizado pela sua liga no ano de 2016.

Higor - Ao meu ver, é um balanço positivo, visto que havia um impasse entre duas ligas, muita turbulência, atraso nas coisas do Samba é nosso e da LIESB e só conseguimos chegar à um denominador comum bem mais à frente; mesmo assim conseguimos fazer um espetáculo legal, a saída de barracão foi muito bem feita, mas ainda vamos ter muita coisa para acertar.

EiS - Em relação aos erros, o que você poderia classificar, como principal mudança que deverá ocorrer para o próximo carnaval?

Higor - A maior falha, ao meu modo de ver, nem é por culpa nossa, porém atinge à nós e também a LIESB, que é o abandono que temos, na chegada dos nossos carros na Intendente Magalhães; esse ano tinha apenas 7 guardas municipais para organizar e como todos viram, foi muito tumultuado, com as agremiações reclamando e cobrando das ligas, que no fim de tudo acaba sendo tudo responsabilidade nossa.

EiS - Existe um grupo de pessoas que defendem a saída dos desfiles dos grupos de acesso, da Intendente Magalhães. O que você acha disso?

Higor - Eu acho que tem vários entraves nessa questão; é uma utopia, pensar em levar as escolas da Intendente, para a Sapucaí, com a subvenção que se recebe; se as escolas desfilarem no sambódromo, vão passar vergonha; se for levar para Deodoro, que seria uma outra opção, ninguém vai para lá assistir e ia tirar o glamour das escolas; acho que melhorando a estrutura, a Intendente Magalhães ainda é o melhor local para essas escolas desfilarem.

EiS - O grupo E desfila no sábado, após o carnaval. Vai ser mantido, é a melhor opção?

Higor - A princípio se manterá o sábado, pois a Riotur já falou que não vai montar uma outra estrutura, em outro local; sábado temos que respeitar os desfiles organizados pela associação de blocos e dessa forma, sábado das campeãs ainda é o melhor dia e diria mais, única opção, para que essas escolas que não recebem subvenção, possa desfilar.

EiS - Para o carnaval de 2017, já houve sorteio para os grupos C, D e E. no grupo E, 15 escolas entraram no sorteio; serão essas as 15 escolas que desfilarão no sábado das campeãs, ou existe a possibilidade de entrar novas escolas nesse grupo?

Higor - Existe a possibilidade de entrar novas escolas para o grupo E e desfilar ainda no carnaval de 2017, mas isso será definido em plenária, até porque o grupo E, não é um grupo pré-definido, é o antigo grupo de avaliação, aonde as escolas entram para tentar uma vaga no grupo D.

EiS - Como está a relação entre a LIESB e a ACSN?

Higor - A relação entre as duas ligas hoje, está da melhor forma possível. No início houve um embate político, nada pessoal e a partir do momento em que a Riotur definiu como seria, as duas ligas passaram a agir em forma de cooperação; a ACSN está a disposição da LIESB, sempre que for solicitada e a LIESB, sempre que precisamos, esteve nos ajudando; qualquer tipo de animosidade entre as duas ligas, hoje, não passa de ficção.


0 visualização