Buscar
  • Revista EiS

Zé Pereira dá dica para compositores de primeira viagem


Linhas para um compositor iniciante

Todos os anos sou procurado por amigos que me mostram os sambas que fizeram para concorrer a ser o hino de determinadas agremiações para o ano seguinte. Curiosamente, alguns deles eu nem sabia que eram compositores até ver a sua nova obra! Esse ano, um deles fez o anúncio que concorreria em uma escola do Grupo Especial em um post no facebook, o que acabou gerando um comentário de um amigo: “Na Intendente ninguém quer colocar samba!”, E isso é uma verdade, em mais de 90% das vezes que recebo um samba, ele se refere a alguma disputa que vai ocorrer no Grupo Especial. E é sobre isso que irei falar através de uma carta:

Caro compositor iniciante, soube que você está querendo participar de uma disputa de samba enredo em uma escola do Grupo Especial. Minha avó dizia: “conselho fosse bom, não era dado, era vendido”. Mesmo assim vou correr o risco e lhe dar algumas informações e sugestões.

Compor um samba pela primeira vez para uma escola do Grupo Especial e obter êxito nos últimos anos é uma tarefa hercúlea. Entre a principal dificuldade, está o poder financeiro que você irá enfrentar. Nos últimos tempos, compositores vitoriosos como Dudu Nobre e J. Veloso já disseram publicamente que um samba vencedor em uma escola do Grupo Especial na atualidade custa no mínimo R$ 120.000,00 (nestes custos estão incluídos entre outros gastos, a gravação da obra, os cantores, entradas e bebidas para a torcida). E de quem é a culpa desses altos custos? Basicamente dos próprios compositores que acabaram com estes valores criando um pequeno clube de pessoas que tem potencial financeiros para se manter na disputa e que acabou por fazer minguar a quantidade de obras criadas a cada ano. Se na década passada a Beija Flor chegou a ter mais de 90 sambas disputando em um único ano, para 2017 temos algumas escolas do Grupo Especial com menos de 10 obras nesta tão importante disputa, num ciclo que só prejudica as próprias escolas. Hoje caro compositor iniciante, mesmo que você seja um ótimo poeta, mesmo que você seja muito conhecido na comunidade daquela escola, ou vai ter que se juntar a quem tem dinheiro ou não terá a mínima chance.

Sendo assim, jovem compositor, indico que você inicie a sua caminhada pelos mais variados Grupos de Acesso do carnaval carioca (são cinco na atualidade, 1 desfila na Sapucaí e 4 na Avenida Intendente Magalhães - Porém já te aviso que no Grupo de acesso A, a situação é bem parecida com o Grupo Especial, onde os mesmo compositores estão envolvidos, mas a quantia de dinheiro gasta é significativamente menor), ou então pelas escolas de samba mirins. Então, meu amigo, algumas escolas que vão disputar o carnaval 2017 nestes grupos ainda estão com seus períodos de inscrição de obras abertos, quem tal pegar uma sinopse e começar pela verdadeira base do Carnaval?


213 visualizações