Buscar
  • Revista EiS

Rainha de bateria com 100 Kg de pura leveza e samba no pé


Foto: Arquivo pessoal

Karin Alexandra Rodrigues de Melo, filha de Dona Maria Geralda, mãe de 4 filhos e com um netinho batendo na porta, no carnaval é simplesmente Karin Karin Rodrigues, rainha de bateria do bloco carnavalesco Samba, suor e cerveja e madrinha da escola de samba União de Vaz Lobo. Ela foge aos padrões de beleza das rainhas de bateria, que na maioria dos casos tem corpos esculpidos em academias e em consultórios cirúrgicos e fala com orgulho de seu peso:

"- Eu tenho 100 kg, mas quando sambo fico levinha e todos ficam bobos com a minha disposição e meu desempenho." cravou Karin.

Karin é solteira e torce para a Mocidade Independente de Padre Miguel, escola que era a paixão de seu pai, mas diz ter um carinho todo especial pelo Império Serrano e Portela, que são do seu bairro, já que ela nasceu e foi criada na Serrinha. Karin nos falou sobre seu grande sonho no carnaval: "- Meu sonho é vim desfilando em uma grande escola, como destaque de chão e poder sambar bastante. Acho que muitas escolas escolhem suas rainhas pela beleza exterior e pela posição que ocupam na sociedade, no caso de atrizes, cantoras, modelo, para dar mídia para a escola. Um outro sonho que eu tenho, seria me apresentar no programa do Luciano Hulk, no quadro musa do carnaval, mas não para concorrer e sim para fazer uma apresentação e mostrar que as gordinhas também podem ser musas, pele seu samba e pelo seu carisma." disse Karin.

Karin diz que seus filhos desfilam no Império do futuro e está a procura de um bom partido para ser seu companheiro, acredita que nos dias de hoje está muito difícil de encontrar alguém que a ame e a sua família, portanto prefere estar só, do que mal acompanhada.

Encerramos essa matéria com uma frase bastante conhecida, que Karin Rodrigues, usou com muita propriedade, quando foi perguntada se colocaria uma rainha de bateria gordinha, caso fosse presidente de escola de samba: " Claro que colocaria uma rainha de bateria gordinha, o sol nasceu para todos." sintetizou Karin.

Foto: Arquivo pessoal


0 visualização