Buscar
  • Revista EiS

"Mangueira sempre foi minha segunda escola de coração" - Afirma Lucinha Nobre. Em relação


Foto: Felipe Araújo

Lucinha Nobre defenderá o pavilhão da Porto da Pedra em 2017, dando mais qualidade e brilho ao trabalho que vem sendo feito pela escola, com o intuito de voltar a figurar no grupo especial. Lucinha diz que teve uma ótima recepção por parte da comunidade da escola e se sente muito feliz em voltar à desfilar, depois de ter ficado um ano parada, mas confessa que ter dado essa pausa como porta bandeira teve o lado bom: "- Ao decidir não desfilar como porta bandeira no carnaval passado, eu pude realizar um sonho, que foi desfilar como passista e também desfilar em ala e posso dizer que gostei muito." Disse Lucinha.

Lucinha Nobre com outras passistas da Unidos da Tijuca (foto: Reprodução da rede social)

Considerada várias vezes a melhor porta bandeira do carnaval, pelos jurados do prêmio Estandarte de Ouro, carismática, simpática e com personalidade forte, Lucinha Nobre diz que já chegou a pensar em parar de desfilar, no período que estava muito abalada com a forma que saiu da Mocidade Independente de Padre Miguel, mas que depois de ter desfilado como passista e em ala, teve a certeza que ama o carnaval, ama desfilar e não se vê fora dele. Lucinha descarta a possibilidade de um dia ser presidente de alguma agremiação, mas vê com bons olhos a hipótese de quando parar de desfilar como porta bandeira, ser uma diretora de carnaval ou algo semelhante. Quando perguntada sobre a sua escola de coração, Lucinha dá uma respirada, faz uma pequena pausa e responde com firmeza: "-Eu era Mocidade, mas depois de tanto sofrimento, hoje em dia meu coração bate mais forte pela Unidos da Tijuca, que sempre me respeitou muito e me deu muito carinho e a Porto da Pedra que me acolheu. A escola de coração tem que ser aquela que está tratando a gente bem. Agora a segunda escola de coração nunca mudou, é a Mangueira." Concluiu Lucinha.

Lucinha Nobre participando de debate sobre carnaval no espaço Chateau Rouge


21 visualizações