Buscar
  • Revista EiS

Sonha Unidos Pelo Samba – Escola de Samba de Lausanne faz homenagem a Mocidade Independente de Padre


Logomarca do Evento Carnaval de Lausanne

Pensar em Carnaval fora do Rio de Janeiro não seria possível se não fosse o voo alçado por diversos brasileiros que expatriados se instalam em diferentes locais do mundo e levam consigo a chama da cultura brasileira e identidade nacional do nosso povo para aquecer seus corações e contagiam estrangeiros com nossa alegria e exuberância. Foi exatamente o que aconteceu na Cidade de Lausanne – Suíça, no último final de semana, quando a cidade festejou o início do período de sol na Europa, na conhecida Fête Du Soleil (Festa do Sol). Em sua 33º edição, a festa reúne manifestações populares de diversos grupos que se juntam para apresentar a um público curioso e afoito por assistir as novidades e toda a criatividade que é preparada por cada grupo para o desfile.

Eu tive o prazer de acompanhar o desfile de uma das agremiações de Lausanne, a Unidos Pelo Samba, presidida por Cláudio Penido, produtor de intercâmbio cultural pela empresa Mais Brasil. Cláudio Penido também é destaque da Mocidade Independente de Padre Miguel e por nutrir esta grande paixão por sua agremiação de coração escolheu como enredo a própria Mocidade.

Cláudio Penido, produtor de intercâmbio cultural pela empresa Mais Brasil

Logo Mais Brasil, Bandeira da Unidos pelo Samba e Bandeira da Mocidade Independente de Padre Miguel

O projeto que Cláudio Penido desenvolve dentro de Lausanne objetiva mostrar o talento de profissionais da dança, músicos e cantores de samba que recebem no momento do desfile a oportunidade de apresentar seus trabalhos. Cláudio, também convida profissionais da imprensa tanto da Europa quanto do Brasil e forma uma equipe de peso para dar total visibilidade para estes profissionais.

Lucas Azevedo e Cláudio Penido

Leda Perez, Lucas Azevedo e Christian Lehner - Intérpretes

Além de desenvolver um trabalho de buscar no Rio de Janeiro, em comunidades, jovens para também obterem experiência internacional. Como foi o caso de Lucas Azevedo (intérprete da Estrelinha da Mocidade) que desempenhou muito bem o papel de intérprete da Unidos Pelo Samba ao lado de Christian Lehner e Leda Perez, também artista plástica. Eles foram acompanhados pela Bateria Legau da Metro vinda da Itália e integrantes da Bateria Prisioneiros do Samba da cidade de Geneve. O desfile da Unidos Pelo Samba aconteceu com a participação de brasileiros radicados na Europa e também de estrangeiros que amam o Carnaval e vieram abrilhantar esta festa. É quase missão impossível falar do talento de cada um deles, pois são artistas natos que quando vestidos com suas fantasias se tornam gigantes do samba e embaixadores da Cultura Brasileira. Foram Rainhas, Rei, Musas, Destaques e Personalidades do Carnaval, inclusive vindos do Rio de Janeiro que compuseram o cortejo carnavalesco da escola. A reunião de todos estes talentos garantiu a escola a colocação geral de terceiro lugar e de primeiríssima da competição que classifica grupo “escola de samba”. Teve muito samba no pé, muitas plumas, muito brilho e muita declaração de amor pelo samba e pelo Carnaval. A repercussão do desfile feito pela Unidos Pelo Samba, produzido pela Mais Brasil do produtor cultural Cláudio Penido, foi tanta que, o desfile da escola está sendo comparado à um desfile de escola de grupo de acesso C (Intendente Magalhães). Essa comparação “startou” uma campanha nas redes sociais com a hastag #MAISBRASILNALIESB. Se de fato isso acontecer, será algo histórico e que marcará positivamente a gestão atual da Intendente Magalhães, pois será um grande movimento de intercâmbio cultural entre brasileiros radicados em diversas partes do mundo assim como estrangeiros apaixonados pelo samba,e ainda, brasileiros residentes em outros estados do Brasil que se reunirão em prol de trocar experiências e muita cultura. E assim, fica registrado a imagem super positiva do carnaval brasileiro na cidade de Lausanne representado pelas pessoas que fizeram esse desfile acontecer. Na galeria de fotos vocês poderão conhecer melhor os artistas, profissionais do samba, que deram um verdadeiro show de carisma, luxo, profissionalismo e riscaram o chão fazendo um desfile deslumbrante em Lausanne – Suíça, sob a coordenação de Cláudio Penido e apoio de outros brasileiros que também residem na Suíça e contribuem para o sucesso do projeto. É importante ressaltar a participação destes parceiros que são indispensáveis para a organização e execução da festa: Gleide Kummli, que é responsável pela Estampa Brasil, foi quem forneceu as camisas de apoio e torcedores da escola. O Instituto de Beleza ML Coiffure de Ezequiel Francisco da Silva e Viviane Francisco da Silva também apoia o intercâmbio cultural e contribuem para manter viva a essência do carnaval carioca como forma de entretenimento e disseminação da cultura na cidade.

Gregory Leon representou Aladim na comissão de frente. Coreografado por Adriana Rangel, Gregory é francês e apaixonado pela cultura brasileira. Estudou e se formou em capoeira com o mestre Senzala. Gregory voou pelos ares das ruas de Lausanne, encantando principalmente as crianças que ficavam boquiabertas ao vê-lo evoluir tanto no samba no pé, quanto nos passos de capoeira, dando giros e saltos perfeitos. Fotos: Tatá Lausanne.

Grupo SambAline, complementou a comissão de frente junto com Gregory Leon. Aline Raboud(ao centro) é suíça, dançarina de samba e aluna da brasileira, coreógrafa internacional, Ana Arruda. Aline Raboud coreografou o grupo de cinco dançarinas, que também são suas alunas, para compor a comissão de frente, desfilando com muito charme e desenvoltura, chamando muitas vezes os chamados "flóreos", técnica desenvolvida e também ensinada por Ana Arruda. Pudemos comprovar que as meninas aprenderam direitinho e deram seu recado na avenida. Todas muito sorridentes e vestindo fantasias leves, que permitiu uma evolução perfeita para o público apreciar e ovacionar as Suíças do SambAline que esbanjaram sensualidade do jeitinho que o samba pede.

Na imagem acima: Professora e coreógrafa Aline, Nathalie, Laura, Sonja, Annick e Cornelia. Fotos: Tatá Lausanne, Annick Foretay e Flávia Abreu

PRIMEIRO DESTAQUE DA UNIDOS PELO SAMBA

Foto: Tatá Lausanne e Flávia Abreu

Marcos Lerroy - Destaque mais antigo da Mocidade Independente de Padre Miguel, desfilou como primeiro destaque da Unidos pelo Samba. Para Lerroy, não existe mais o frio na barriga de iniciante, mas existe a emoção, que sempre existirá, porque o público suíço é muito receptivo e entusiasmado com as fantasias e a energia dos que desfilam.

Abaixo vocês podem ver o grupo The Anahi's, vindas de Liverppol, na Inglaterra, que formou a primeira ala da escola. Com fantasias que davam a ilusão que flutuavam, as cinco meninas ( Sanya, Debbie, Anny, Mellody e Abbi) coordenadas por Simone Reeves (vermelho) e Gillian Orret, arrasaram na apresentação. Segundo Simone, foi o primeiro ano do grupo trabalhando com Cláudio Penido, mas com certeza não será o último.

Foto: Tatá Lausanne

REI DA UNIDOS PELO SAMBA

Thiago Avancci ocupou o posto de Rei da Unidos Pelo Samba, desfilando com uma fantasia que arrasava pela combinação de cores das penas no costeiro, que ia até o chão.

RAINHA DA UNIDOS PELO SAMBA

Foto: Divulgação

Kamila Reis é a Rainha da Unidos Pelo Samba. Kamila reside em Dubai é modelo internacional, dançarina e personal trainer. No Rio de Janeiro, Kamila é Rainha de bateria do Arranco do Engenho de Dentro e musa do Porto da Pedra.

RAINHA DE BATERIA DA UNIDOS PELO SAMBA

Fotos: Tatá Lausanne

Patty Frey – Brasileiríssima, Patty Frey foi a primeira Rainha de Bateria da Unidos Pelo Samba retornando agora em 2017 para arrasar a frente dos ritmistas com uma fantasia fabulosa vinda do Rio de Janeiro produção de Belisário Cunha, estilista das roupas de composições das alegorias do Salgueiro. Patty Frey é verdadeiramente do samba e ela mostrou por A + B o que é o requebrado da mulher brasileira quando escuta o som da bateria e deu tudo de si sambando e exibindo todo seu talento de dançarina para alegria do público suíço. Patty reside em Zurique e dançar é sua maior paixão. Em entrevista durante o coquetel realizado no dia anterior ao desfile, ela disse que já dança por alguns aninhos (risos) e falou da felicidade de participar deste desfile em homenagem a Mocidade, sua agremiação do coração. Patty esbanja simpatia ao mesmo tempo em que é dona de uma personalidade forte que com certeza marcou Lausanne, não foi a toa que recebeu o título de Rainha de Bateria e foi também condecorada com Medalha da Confederação Europeia posta por Maeder Georges.

Sigam vendo outros destaques do desfile da Unidos Pelo Samba:

Dançarinos profissionais, Luciana Lemos e Luiz Bragança, arrasaram na desenvoltura de samba de gafieira, com passos perfeitos durante o desfile. O casal encenou durante todo o cortejo, representando a presença carioca no meio do enredo de Marrocos, em homenagem à Mocidade Independente de Padre Miguel.

Corine Musa, nascida na Amazônia, cresceu na França e delira com o samba do Rio de Janeiro

Daniella Cabral, Rainha de bateria da GRES Prisioneiros do Samba, escola de Geneve, desfilou como convidada especial por convite de Cláudio Penido.

Primeira musa da Unidos Pelo Samba, Elly Poloni

Ana Arruda, professora de samba no pé, coreógrafa de renome internacional e dançarina de diversos ritmos, em especial de samba; Ana não tem limitações, quando o assunto é dança.

Bruna Prado desfilou como Rainha transex na Unidos Pelo Samba

Adriana Rangel mistura samba e sensualidade e faz parte do time de musas da escola

Ed Santana, coreógrafo, dançarino e passista show, desfilou pelo segundo ano consecutivo na agremiação

Vanessa Henggi também faz parte do time das musas da escola

Elias Pereira, dançarino de danças típicas brasileiras deu um show no desfile e será mestre sala da agremiação para o próximo ano

Eraldo Júnior, professor de dança Zumba, coreógrafo radicado na Suíça, deu um show durante o desfile

Rogério Dorneles e Maria Andrade formam o casal de mestre sala e porta bandeira da escola. Rogério além de mestre sala, também é vice presidente da escola.

Philippo Santy, dançarino profissional, residente em Zurique, simplesmente arrasou no desfile

Ingrid Marrony desfila como destaque da Mocidade Independente de Padre Miguel e participou do desfile da Unidos Pelo Samba.

Dasilva Isa desfilou com muita alegria, brilho e samba no pé

Carol Zwick faz parte do time de musas da escola e encantou à todos no desfile.

Maria Straub era uma das mais animadas no desfile, interagindo com o público e brincando muito durante todo o tempo.

Mèlissa Gaudin desfilou com muito samba no pé, remelexo e o tempo todo sorrindo. Não deixo nada à desejar em relação as brasileiras.

Tanya Ortis cumpriu muito bem o seu papel, assim como as demais passistas que desfilaram na Unidos Pelo samba

Andrea Herzog com muita simpatia e desenvoltura, sambou demais

Solemira não abandona o carnaval mesmo distante do Rio de Janeiro e caprichou na fantasia, exibindo muito samba no pé durante o desfile

Ana Lúcia Ferreira foi mais uma passista que deu um show na avenida

Anna Mangueira, musa da Unidos Pelo Samba, levou todo o gingado do samba brasileiro para a avenida em Lausanne

Maria Juliana deixou o público de queixo caído, com seu gingado, graça e leveza

Arlete Cuanoud, mais conhecida como Fafá, costuma dizer que nasceu para o samba e deu um show no desfile

Maria Bahia, passista nata, também brilhou no desfile da Unidos Pela Samba

Nubia Siegenthaler é uma baiana arretada que com sua experiência de 23 anos de de danças populares, deu um toque todo especial no fechamento do desfile da Unidos Pelo Samba

Bateria Legau da Metro - Ritmistas vindos da Itália para fazer a felicidade dos componentes da escola e dos espectadores. A bateria contou com a participação de ritmistas da escola de samba Prisioneiros do samba de Geneve. Foi um show de empolgação e muito ritmo pelas ruas de Lausanne, sob o comando de Mestre Stefano Capuzzi.

As fotos dos destaques acima, são de Tatá Lausanne

Gleide Kummil, carioca e apaixonada por samba , é parte da diretoria da Mais Brasil, produtora de intercâmbio cultural que produziu o desfile da Unidos Pelo Samba.

Gleide também é responsável pela Estampa Brasil, empresa que forneceu as camisas para os torcedores e apoios da Unidos Pelo Samba.

Ezequiel Francisco da Silva e Viviane Francisco da Silva, casal do Rio de Janeiro, mas residem na Suíça há alguns anos. Empreendedores e à favor da cultura brasileira, eles decidiram apoiar o projeto de intercâmbio cultural da Mais Brasil e fizeram de seu instituto de beleza, um centro de apoio total aos que desfilaram.

Foto: Divulgação

Matéria produzida diretamente da Suíça, pela nossa correspondente internacional Flávia Abreu


303 visualizações