Buscar
  • Revista EiS

Edna Barbosa fez parte da comissão de frente da Em Cima da Hora, só com mulheres. "Eu tinha ape


Edna Barbosa em 1966, comissão de frente da Em Cima da Hora - Foto: Arquivo pessoal

A Revista Explosão In Samba viajou pelo túnel do tempo e foi parar na década de 60, no bairro de Cavalcanti. Para ser mais específico chegamos na Escola de Samba Em Cima da Hora e conversamos com Edna Barbosa que em 1966, no auge dos seus 19 anos desfilava toda sua beleza e sensualidade nos desfiles da escola na Avenida Presidente Antônio Carlos.

Edna fala com saudades, emoção e muito amor sobre aquela época:

"Fui convidada em 1966 pelo Presidente da Em Cima da Hora, João Severino, para fazer parte da primeira comissão de frente de uma escola de samba composta só com mulheres. Eu tinha apenas 19 anos e ali começava meu amor pela escola. No ano dos Sertões eu desfilei de passista, ali era muito bom, fiz grandes amizades. Para mim é a escola que tem os sambas enredos mais lindos, hoje aos 72 anos eu só desfilaria na Em Cima da Hora, mas não dá mais não." Disse Edna.

Em 2020 a Em Cima da Hora levará para a Sapucaí o enredo "Malandro - O Rei da Boemia e o Barão da Ralé", que terá entre outros homenageados, Carlinhos de Jesus, um ilustre filho das Terras de Cavalcanti, assim como Edna Barbosa.


9 visualizações