Buscar
  • Revista EiS

Segunda noite dos Desfiles na Sapucaí tem Imperatriz Leopoldinense na Série A, tentando voltar à eli


Iza, rainha de bateria da Imperatriz Leopoldinense - Foto: Revista EiS

A segunda noite dos desfiles das escolas de samba do grupo de acesso A, novamente foi marcada pela chuva e muito samba no pé. Muita gente foi para a avenida para ver a Imperatriz Leopoldinense, que após uma grande história de conquistas no grupo Especial foi rebaixada em 2019 e esse ano desfilou pelo grupo de acesso A. A escola da zona da Leopoldina fez um grande desfile e está na briga pelo título. Outra escola que manteve a sua tradição de grandes desfiles no grupo A foi a Unidos de Padre Miguel, com belas fantasias e uma comunidade com sangue nos olhos. Acadêmicos da Santa Cruz foi outra escola que fez grande desfile e se apresentou com suas credenciais para alcançar o tão sonhado acesso ao grupo Especial. Os desfiles de sábado tiveram início com a Acadêmicos do Sossego que busca subir de patamar após 4 anos seguidos na Sapucaí, logo depois foi a vez da Inocentes de Belford Roxo fazer um grande desfile com a Rainha Marta, enredo da escola. A Unidos de Bangu levou Darlin Ferrattry para avenida, substituindo sua filha, a cantora Lexa, no reinado da bateria. Com o enredo "Quimeras de um eterno aprendiz", o Império da Tijuca fechou a noite dos desfiles do grupo de acesso A.

A Revista Explosão In Samba estará hoje, ao vivo da Sapucaí, fazendo a cobertura dos desfiles a partir das 21 horas, com flashes ao vivo de algum canto da Sapucaí, com o apoio dos parceiros abaixo:


0 visualização