Buscar
  • Explosão In Samba

Novos Tempos, Novos Ares.




Na coluna da semana passada eu trouxe aqui a informação de que não havia unanimidade na Liesa sobre a realização do desfile das Escolas de Samba em julho de 2021.

Durante a semana, surgiu a notícia de que o presidente da Liesa, Jorge Castanheira, anteciparia para dezembro as eleições na entidade previstas para março de 2021.

Castanheira anunciou ainda, que em hipótese alguma concorrerá no pleito. Garante que sua contribuição já foi mais que dada e precisa cuidar dos seus negócios.

No fundo, toda essa movimentação no tabuleiro político da Liesa nada mais é que o retrato da divisão política vivida pelo plenário da entidade maior do carnaval carioca.

As divisões não começaram agora, vem de longe e começa com divergência de interesses entre caciques da Liga, se agravou com seguidas decisões de viradas de mesa produzidas e não produzidas na última década e atinge o ápice com o choque de idéias entre Castanheira e a nova geração de dirigentes que ascendem ao comando de poderosas Escolas, tendo a frente Gabriel David filho do homem forte da Beija-Flôr, crítico contumaz da administração de Castanheira.

Os nomes de possíveis futuros mandatários para Liesa já povoam as redes sociais, mas fica mais perto da realidade quem apostar em um nome de fora do carnaval, porém ligado ao mundo do entretenimento e com visão moderna de negócios.


A conferir.

NO RADAR:

Finalizado o processo eleitoral no Rio e vencedor Eduardo Paes, apoiado desde o início pelas Ligas e Escolas, fica o desejo que o novo Prefeito faça renascer uma Cidade destruída por uma administração calamitosa.

Mais que isso, honre o apoio dado e recupere a auto estima cultural do Rio e possibilite ao samba e às Escolas serem vistas como expressão cultural do povo carioca.


Owerlack Junior


9 visualizações0 comentário