© 2016 Revista Explosão in Samba | Criado por Faccilite

Marcão tem samba na veia

28.10.2016

                          Marcão Carnaval Carioca na Intendente Magalhães (Foto das redes sociais)

 

 

 

Conheçam um pouco melhor esse cara super do bem, que todo o mundo do carnaval gosta (Quase todo mundo) e que tem uma história de mais de 10 anos nas coberturas dos carnavais da Intendente Magalhães. Marcão Carnaval Carioca é o cara!

 

 

 

EIS -  Nesses 10 anos de carreira em sua trajetória profissional com o samba e a harmonia, de verdade, o que o carnaval simboliza para sua vida?

 

MARCÃO – O carnaval representa muita coisa para mim, nesses 10 anos de carreira no carnaval eu aprendi e ainda aprendo muitas coisas do mundo do samba. Eu comecei no samba em 1998 desfilando na Acadêmicos de Santa Cruz como ritmista, logo voltei a desfilar no Sereno de Campo Grande, escola que meu pai ajudou a fundar, na época era o Bloco do Sereno, um dos blocos mais importantes de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, vendo pessoas importantes atuando no ofício, como o saudoso Xangô da Mangueira, entre outros do nosso grande Chopp, comecei a apreciar mais de harmonia, passei por várias harmonias de escolas como UPM, Vigário Geral, 2004 a 2007 assumi a direção geral de harmonia da Delírios da Zona Oeste. Conquistei 5 troféus Jorge Lafond (homenagem que o G.R.E.S. Acadêmicos do Cubango presta aos destaques do Carnaval)como melhor harmonia.

 

EIS -  Você consegue conciliar todos os seus trabalhos de locutor, produtor de eventos (bailes funks) e carnaval? Qual é o segredo de tantos compromissos em sua agenda, sempre lotada?

 

MARCÃO – Boa pergunta(risos), na realidade eu não bebo nos bailes funks que eu promovo, engraçado, eu consigo conciliar tudo na minha vida, quando estou em casa tenho total descanso, apesar dos meus compromissos nos eventos, faço algumas locuções nas escolas de samba, atualmente estou na locução da Acadêmicos da Rocinha e Unidos da Vila Santa Tereza, respondo pela direção geral de harmonia da Acadêmicos de Madureira, entre outras. Algumas escolas que me contratam pelos meus serviços de locução. Chego em casa por volta das 4h da manhã, o segredo para conseguir conciliar os meus trabalhos é a tranquilidade, meu descanso nas segundas-feiras.

 

EIS – No seu ponto de vista, nesses 10 anos de carreira que você vem acompanhando as escolas de samba, fazendo cobertura dos desfiles da Série B e de outras filiações C, D, E, e Samba é Nosso, qual é a sua visão em relação ao carnaval da Estrada Intendente Magalhães? O que poderia ser mudado na infraestrutura dos desfiles?

 

MARCÃO – O carnaval da Intendente Magalhães significa muita coisa para mim, foi ali que surgiu o Marcão, tudo começou em 2006, quando eu já fazia um trabalho de divulgação na internet, comecei pegar contatos, uma dessas pessoas foi o Daniel Duarte, um dos responsáveis pelo o Batuk.com, foi ele que me fez o convite para ajudar na cobertura do carnaval de 2007 do Rio. Eu achei uma dificuldade muito grande das escolas em relação a mídia,  só sabíamos os nomes das escolas, enredo, presidente, diretor de carnaval, harmonia, carnavalesco, essa parte era muito complicada de assessorar, quase não tínhamos acesso, tudo que eu estava notando na hora do desfile, eu anotava, era uma correria só, conseguia pegar todos dados para poder ajudar na divulgação do site. Em 2007 comecei achar que o carnaval da Intendente precisava ter mais acesso a mídia, fazer cobertura de todos os grupos, assim como são feitas em outros lugares, porque não na Intendente? Acompanhando algumas escolas e fazendo reportagens nas finais de samba-enredo fui crescendo, foi ai então que explodiu o meu nome, Marcão. Consegui fazer cinco finais de samba em um só dia (risos)  nesses dez anos de carnaval na Intendente, a iluminação e as arquibancadas tiveram uma melhoria muito grande, infelizmente a reclamação  e os pontos precários é a armação das escolas e o som que invadem a pista, muitas escolas não conseguem se concentrar direito, cada ano que passa tá ficando complicado.

 

EIS – Quais foram os melhores desfiles que você já observou nesses 10 anos de carreira na Estrada Intendente Magalhães?

MARCÃO -  São tantos, tem vários desfiles bons que eu presenciei(risos), fica até difícil comentar, vamos lá, desfile da Acadêmicos do Sossego 2009(a escola falou de Niterói), nesses dez anos o melhor desfila foi a do GRES Unidos do Jacarezinho (a escola reeditou o fantasminha) 2009, impactante, grandioso e digno.

 

EIS – Você já viu algum profissional do carnaval da Estrada Intendente Magalhães ter um bom trajeto em outros grupos de escolas do Rio?

 

MARCÃO – Sim! Já saiu muita gente boa, saiu vários interpretes, Leandrinho (Acadêmicos do Sossego), Igor Sorriso (ex Mocidade Unida do Santa Marta), carnavalesco Marcus Ferreira (Unidos da Vila Santa Tereza), casais de mestres- sala e porta-bandeira, Babara Falcão (Alegria da Zona Sul).

 

Matéria de Henrique Bianchi

Edição: Anderson Lopes

 

Please reload