© 2016 Revista Explosão in Samba | Criado por Faccilite

Liesb faz plenária com escolas que desfilam na Intendente Magalhães para definirem rumo do carnaval 2018

24.06.2017

 Presidente da Liesb, Gustavo Barros, com seu vice presidente Cesar Gomes, durante plenária desse sábado na sede que fica em Madureira

 

A tônica da plenária foi tentar chegar à um acordo do que deve ser feito para as agremiações que desfilam na Intendente Magalhães possam ter a certeza e a tranquilidade de saber que terão a subvenção e a estrutura necessárias para um desfile à altura do amor e do esforço de cada um dos sambistas dessas escolas.

Uma grande incerteza ronda o mundo do carnaval e com as escolas que desfilam na Intendente Magalhães não é diferente. Existe uma grande possibilidade da prefeitura não montar a estrutura dos desfiles da Intendente, querendo deixar a cargo de um caderno de encargos, onde empresas privadas teriam que arcar com essas despesas. O presidente do conselho deliberativo da Liesb, Sandro Avelar, deixou uma pergunta no ar, que ficou sem resposta:

 

 

"Será que alguma empresa privada, nessa crise, vai se interessar em bancar toda a estrutura dos desfiles que acontecem na Intendente Magalhães? Não entendemos os valores dessa estrutura como custo e sim como investimento em nossa cultura. São mais de 50 agremiações de vários lugares do Rio de Janeiro, que desfilam seus sonhos, suas alegrias e principalmente sua arte, pela avenida Intendente Magalhães e ainda acreditamos no bom censo do senhor prefeito em rever sua posição." Disse Avelar.

 

Na próxima quinta feira, 29 de junho, as ligas estão convocando suas agremiações afiliadas, para uma audiência pública, que vai acontecer na câmara dos vereadores. A expectativa é que as declarações dadas pelo prefeito, na redução da subvenção e estrutura do carnaval, possam ser reavaliadas e o apoio dos vereadores seria fundamental.

Please reload