© 2016 Revista Explosão in Samba | Criado por Faccilite

Qual a causa, motivo, razão ou circunstância,da existência das ligas das escolas de samba?

10.10.2017

 

Uma pergunta que sempre me fiz e nunca obtive resposta de minha pessoa para comigo, por isso resolvi fazer essa mesma pergunta para vossas senhorias: Qual a necessidade da existência das ligas das escolas de samba?

Porque a escola de samba e vou dar o exemplo das atuais campeãs Portela e Mocidade, não podem ir até à Riotur e fechar o contrato com a prefeitura? Porque essas escolas não podem ir até a emissora de televisão que detém os direitos de transmissão dos desfiles e fechar o próprio contrato de direito de imagem? Para que existe uma liga de escola de samba intermediando tudo isso e por conta disso, ficando com uma quantia equivalente a 10% de toda subvenção recebida por cada escola? Eu conheço pessoas que torcem pela Portela, Mangueira, Beija-Flor, Império Serrano, Unidos da Ponte, em Cima da Hora e várias outras escolas, mas nunca ouvi um sambista que torça para a Liesa, Lierj, Liesb ou quaisquer uma outra liga de escola de samba que exista, então porque tamanho poder e autonomia dada para tais ligas? Seria incompetência dos dirigentes das escolas de samba? É uma imposição da prefeitura e da televisão? É porque sempre foi assim e tentar mudar dá trabalho? Enfim, ouvi nos últimos dias o presidente da liga das escolas de samba do grupo especial anunciar que está cancelado os ensaios das escolas de samba e o lamento de todos os presidentes e componentes das agremiações. O cancelamento é anunciado após consulta e opção da maioria das escolas de samba ou a Liga determina e pronto? Um carnaval que tem ingressos absurdamente caros para a nossa realidade econômica, hotéis super lotados, 13 milhões já certos da prefeitura, mais ou menos 61 milhões da televisão, muitas escolas captando verba pela lei Rouanet, muitas com enredo patrocinado e mesmo assim, realmente precisa cancelar os ensaios técnicos que acaba sendo uma das raras opções do carioca, de participar de um desfile de escola de samba gratuitamente, mesmo que apenas sendo um ensaio? Será se vai cancelar também o lançamento do CD na Cidade do Samba, para meia dúzia de sambistas e vários artistas, políticos e dirigentes de ligas e de escolas de samba, regado à champanhe, belos vinhos e pratos refinados?

Ficam aí todas essas perguntas, que eu por mais que me esforce, nunca consegui responder.

Please reload